50 anos do milésimo do Pelé

50 anos do milésimo do Pelé

19 de novembro de 2019 0 Por Pedro Cardoso

Há exatamente 50 anos acontecia um dos maiores e mais memoráveis episódios da história do futebol mundial: o milésimo gol da carreira de Pelé. No jogo entre Santos e Vasco da Gama pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, o lendário camisa 10 santista entrou para a história como o primeiro jogador a marcar mil gols como profissional.

O evento já era esperado desde o dia 16 de novembro daquele ano, cinco dias antes do ocorrido. No jogo entre Santos e Bahia o Estádio da Fonte Nova contava com 37.378 presentes, pois até os baianos queriam ver o gol do Rei, mesmo que contra seu próprio time. Em certo momento da partida, o zagueiro do Bahia evitou uma bola na rede de Pelé, que seria a milésima, em cima da linha e foi vaiado pelo estádio por ter negado à torcida na arquibancada de ver a história acontecer diante seus olhos.

Na noite de 19 de Novembro de 1969, quando o gol aconteceu, o Maracanã recebeu 65.157 pagantes na expectativa de assistirem ao milésimo. Aos 33 minutos do segundo tempo, em um pênalti para o Santos, o camisa 10 confirmou o anseio de todos os presentes e comemorou correndo para abraçar a bola no fundo das redes. Cercado por repórteres que invadiram o campo, Pelé dedicou o feito às criancinhas do Brasil. Depois do final da partida ele colocou uma camisa com o número 1000 e deu uma volta olímpica no estádio que o ovacionava de pé.

Ao longo de seus 21 anos de carreira, os dados sobre a trajetória do Rei se perderam e ficaram confusos, mas segundo o acervo oficial do Santos Futebol Clube e o acervo oficial da Revista Placar, ele marcou cerca de 1282 gols em 1371 jogos disputados. Sendo destes 1091 pelo Santos, 95 pela seleção brasileira e os outros 167 por outras equipes como o New York Cosmos, a seleção paulista e até mesmo as forças armadas. Esses números fazem dele o maior artilheiro da história do Santos e da seleção brasileira.

Pegada do Pelé exposta no Museu do Maracanã. Foto: Pedro Cardoso

Jorge Melo é um botafoguense fanático que estava no Maracanã no dia do gol mil. Segundo ele, na época era muito raro que se transmitisse jogos em dias de semana, e para vê-los ao vivo era necessário ir ao estádio. Jorge, que tinha 10 anos em 1969, afirma que todos na época torciam para que o gol acontecesse logo, “Essa história de gol mil era muito badalado na mídia na época, e as pessoas torciam não pelo Santos mas pelo Pelé.”

Ele ainda comenta  que entre os outros jogadores que também dizem terem feito mil gols como Romário e Túlio, o de Pelé com certeza foi o mais marcante deles. “Eu te garanto que muitos botafoguenses, flamenguistas e tricolores foram no intuito de ver, como eu vi. Na hora que saiu o pênalti praticamente parou o país para as pessoas acompanharem, foi realmente um feito.”, completa.

Reportagem: Felipe Roza e Pedro Cardoso