Nelson Traquina

Nelson Traquina

3 de outubro de 2019 0 Por Equipe do Portal

Nelson Traquina, jornalista, professor e autor de livros sobre estudos de teoria dos jornalismo, faleceu com 71 anos, na última quinta-feira (26), em Massachusetts, nos Estados Unidos.  O americano, filho de imigrantes açorianos, começou a lecionar na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa na década de 1980, e se aposentou em 2010. Em nota de pesar pelo falecimento, publicada neste sábado, a universidade o descreveu como “um dos investigadores mais importantes e profícuos na área dos estudos jornalísticos em Portugal”.

No decorrer dos anos, Traquina escreveu vários livros sobre sua área de estudo, como, por exemplo, “Teorias do Jornalismo: Porque as Notícias são como são” (2004) e “O Estudo do Jornalismo no Século XX” (2001), que são considerados referências para professores e alunos de jornalismo. Adriana Barsotti, professora na Universidade Federal Fluminense e jornalista colaboradora no Projeto #Colabora, usa a bibliografia de Traquina em sua aulas, por ele ter conseguido reunir todas as teorias nos seus livros. “O legado dele é importantíssimo, porque desde que o Ministério da Educação instituiu cursos separados de jornalismo, as teorias do jornalismo passaram a fazer parte do currículo obrigatório.”

Adriana ainda afirma que por Nelson Traquina ter nascido e estudado nos Estados Unidos, ele possui bastante intimidade para falar sobre as teorias jornalísticas, que são em sua maioria escritas por americanos. “A grande vantagem é que Traquina não traz somente um belo resumo de cada teoria, como também faz comentários e críticas a respeito delas”, acrescenta. 

As obras de Traquina influenciaram o campo jornalístico e por isso renderam uma obra em sua homenagem. Os ex-alunos e admiradores de Traquina Isabel Ferin Cunha, Ana Cabrera e Jorge Pedro Sousa são autores do livro “Pesquisa em Media e Jornalismo – Homenagem a Nelson Traquina” (2012). A obra é composta por textos que refletem o legado dele. Na sinopse, eles relatam que o professor  “contribuiu, decisivamente, para a formação de novos docentes e investigadores e marcou toda uma geração”.

Bruna Moura, estudante de jornalismo da Universidade Castelo Branco, afirma que o legado de Traquina influenciará os próximos praticantes da área. ”O olhar de Nelson Traquina vai permitir que os futuros jornalistas possam entender os motivos das notícias serem como são e como os valores-notícias e critérios de noticiabilidade se tornam alguns dos fatores da construção jornalística”.

 Nós do Portal de Jornalismo da ESPM Rio escrevemos essa matéria como uma forma de homenagear o trabalho acadêmico deixado por Nelson Traquina. Seus livros continuarão sendo usados como Norte pelas novas gerações de jornalistas.

Reportagem: Felipe Roza, Juliana Anjos, Larissa de Oliveira, Maria Luísa Martins, Patrick Garrido e Yuri Murta

Infográfico: Patrick Garrido