Relacionamentos na terceira idade

Relacionamentos na terceira idade

1 de outubro de 2019 0 Por Equipe do Portal

Paquerar e viver um amor é comumente atrelado à adolescentes e jovens adultos, porém os idosos estão cada vez mais abertos a experimentar coisas novas. De acordo com a pesquisa do Google Global Senior Survey de 2018, no Brasil, as pessoas acima dos 60 anos buscam 19% mais encontros onlines do que em outros noves países pesquisados. Além disso, segundo a pesquisa, foram mais de 120 mil buscas pelo site “Coroa Metade” em 2018, site de relacionamentos de idosos.

Muitos procuram companheiros em aplicativos e sites como o citado, visando esse bem estar. A aposentada de 61 anos, Neiva Cecília Freitas, afirma que foi motivada para que pudesse conhecer novas pessoas de sua idade,  mas sua experiência não foi positiva. “Já conheci pessoas no antigo bate-papo UOL, cheguei até a encontrar uma pessoa e me relacionei por dois anos, foi legal, mas não conheci ninguém que valesse a pena”, conta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica como “idosa”, a pessoa que tem mais de 60 anos. Segundo o IBGE, em 2017, mais de 13% da população do país era composta por este grupo, representando mais de 28 milhões de pessoas. A projeção é que, em 2060, a representação aumente para mais de 25%.

infográfico:


O crescimento do número de usuários em redes sociais como o Facebook inclui também idosos, grupo que mais cresceu nos últimos anos. Segundo a consultoria “SeniorLab”, mais de 7,4 milhões de pessoas com 60 anos ou mais estavam utilizando a plataforma social. 

A busca por um(a) companheiro(a) nesta idade e o relacionamento sexual entre eles  é importante para a autoestima e melhora da qualidade de vida. É o que afirma o cardiologista e geriatra Bruno Ganimi. Ele explica que, ao longo dos anos, os corpos humanos sofrem modificações que podem intervir no aspecto sexual, social e psicológico da pessoa idosa. Para ele, é necessário tratar o tema como algo natural: “é preciso entender as principais transformações dos organismos dos idosos e estimulá-los a não deixar a idade ser uma barreira para o prazer”.

Envelhecer não significa entrar nos estereótipos pré estabelecidos de que o sexo não existe mais depois de uma certa idade. Em seu livro “A idade dos sentimentos: amor e sexualidade após os sessenta anos”, Salvatore Capodieci explica a importância de se relacionar na terceira idade. “Percebem que ficar sozinhas gera tristeza (…) A idade avançada também mostra que a necessidade de receber ajuda do companheiro não é apenas indispensável, como também é agradável”. 

Reportagem: Ana Júlia Oliveira, Beatriz Aguiar, Carolina Oliveira, Diana Campos, João Victor Thomaz e Renan Adnet

Infográfico: Ana Júlia Oliveira