Crítica – Detetive Pikachu

Crítica – Detetive Pikachu

9 de maio de 2019 2 Por Lucas Vieira Pires
  • Por: Lucas Pires e Yuri Murta

Hoje (9/05) chega às telas do cinema o novo filme da amada franquia Pokémon. O tão esperado “Detetive Pikachu” baseia a sua história no jogo, de mesmo nome, lançado em 2016 para o console Nintendo3Ds. A novidade traz ao público uma nova história do mundo Pokemon e é o primeiro live-action do anime japonês. Essa nova forma de filme, aconteceu após Pikachu e sua turma terem tido 22 animações feitas especialmente para as telas de cinema, a primeira delas aconteceu em 1998.

Apesar de seguir um roteiro diferente do que os fãs estão acostumados a ver, o longa cumpre bem a missão de agradar e, principalmente, surpreender o espectador. O filme consegue prender a atenção de todos os tipos de público, desde os grandes fãs da franquia até aqueles que nunca viram, ou há tempos não veem nada desse universo.

A trama gira em torno de Tim Goodman (Justice Smith), filho de um detetive que, por ventura, é o parceiro de Pikachu (Ryan Reynolds). Tim era um grande fã de Pokémon, mas o fato de seu pai ter mudado de cidade para conviver com os monstrinhos, o deixou frustrado. A cidade em questão é Ryme City, local onde já é notada uma quebra do roteiro tradicional, mostrando que há sim como ter convivência entre humanos e pokémons. Marcado por reviravoltas, o filme deixa o clima de dúvida no ar, mesmo quando as coisas parecem estar resolvidas. Seja de maneira favorável ou não para o protagonista, ou herói como preferir.

O trailer mostra bem o que o filme busca apresentar, a relação de Pikachu com Tim que, apesar de todas desavenças, acabam se unindo por um bem maior. Além do mais, são mostradas imagens de ação, que no filme, conseguem surpreender mais ainda. Tais cenas acontecem por meio dos poderes de cada Pokémon. Cenas que animam, e muito, os fãs da franquia. Em suma, os trailers divulgados apresentam bem o filme, mas conseguem esconder a história, algo que não vem acontecendo ultimamente no cinema.

Ao todo, Detetive Pikachu consegue fazer o crucial para qualquer filme de sucesso, que é trazer o público para dentro da trama. Não é necessário ter visto ou jogado algo da franquia para se emocionar com as relações entre os personagens presentes no filme. Para os espectadores que assistiam na infância a série animada, alguns personagens e duelos trarão o sentimento de nostalgia, como é o caso do Mewtwo. Aos novos fãs e aos que jogaram o game, o filme faz com que eles entendam a relação entre os personagens e entre pessoas e pokemons de uma maneira mais simples e romântica.