Contagem regressiva: faltam 100 dias para o mundial feminino de futebol

Contagem regressiva: faltam 100 dias para o mundial feminino de futebol

27 de fevereiro de 2019 2 Por Carolina Sampaio

A oitava edição da Copa do Mundo de futebol feminino da FIFA acontece na França entre os dias 7 de junho e 7 de julho deste ano. O Brasil divide o grupo C com Austrália, Itália e Jamaica e sua estreia é contra a seleção jamaicana, dia 9 de junho às 11h30, no horário brasileiro, na cidade de Grenoble.

A seleção está atualmente nos Estados Unidos para o Torneio She Believes. A competição faz parte da preparação para a Copa do Mundo e dá ao Brasil a oportunidade de jogar contra equipes importantes, como a dos Estados Unidos, que é a maior campeã mundial no futebol feminino, com três títulos.

Estão convocadas no momento 23 jogadoras, mas ao todo já foram observadas 42 atletas ao longo do período de treinamento. Entre elas, Dany Helena, atacante do Flamengo e artilheira do time em 2018. Embora não esteja com o time neste momento, ela conta que ainda tem esperança de ajudar a seleção quando se recuperar de lesões sofridas na final do campeonato carioca.

Atacante Dany Helena, artilheira do Flamengo em 2018. Foto: Instagram

Dany falou um pouco sobre suas expectativas para o mundial de 2019: “Acho que os Estado Unidos, França e Holanda vão ser adversários difíceis. Mas o Brasil também tem uma seleção muito boa, tem grandes atletas. Eu espero que possa surpreender e confiar que este ano vai dar certo e que vamos conseguir ser campeões”, revela a atacante. A seleção brasileira feminina é atual campeã da Copa América, mas nunca ganhou o campeonato mundial.

Pela primeira vez, a Rede Globo vai transmitir a Copa do Mundo feminina. O canal vai exibir os jogos da seleção brasileira ao vivo e, com isso, cresce a expectativa por um maior reconhecimento para a modalidade. O campeonato passou a contar com 24 seleções na última edição, sediada no Canadá em 2015. Antes, participavam apenas 16 seleções. Mas a quantidade de equipes não foi a única que cresceu: o público presente nos estádios bateu o recorde da história da competição e cerca de 1,3 milhão de pessoas compareceram aos jogos na edição passada.

Este ano, as partidas acontecem em nove cidades da França e o primeiro jogo é em Paris, onde a seleção anfitriã enfrenta a Coreia do Sul no estádio Parc des Princes, às 21h no horário de Paris. A final será às 17h, em Lyon, cidade onde ocorrem apenas as semifinais e a final.

A venda de ingressos pela FIFA está sendo feita em pacotes. O “city package” é o pacote que dá direito a todos os jogos de determinada cidade. O preço varia de acordo com a cidade e a categoria escolhidas, mas os valores da categoria mais baixa vão de €45 a €71 (entre R$190,00 e R$300,00), e os da mais alta variam entre €158 e €254 (R$670,00 a R$1100,00). O pacote das semifinais e da final, em Lyon, custa entre €50 e €194 (R$210,00 a R$830,00). O Brasil joga na fase de grupos nas cidades de Grenoble, Montpellier e Valenciennes.

Foi criada em janeiro uma conta da seleção feminina no Instagram, para quem deseja acompanhar informações da equipe. O perfil já tem mais de 70 mil seguidores e traz diversos tipos de conteúdo, incluindo escalação, notícias dos treinos e detalhes sobre os jogos.