Copa Intercontinental de Basquete: Resumo da competição

Copa Intercontinental de Basquete: Resumo da competição

19 de fevereiro de 2019 0 Por Bruna Lima

 

Reportagem de Maria Eduarda Volta e Yuri Murta

 

A Copa Intercontinental de Basquete da FIBA, Federação Internacional de Basquetebol, terminou neste domingo, com o AEK Athens da Grécia campeão mundial em um grande jogo contra o Flamengo, vencendo por 86 a 70. Para chegar à final, O AEK Athens e o Flamengo passaram, respectivamente, por San Lorenzo, da Argentina, e Austin Spurs, dos Estados Unidos, em jogos com grande diferença de pontos no placar. O AEK venceu o time argentino por 86 a 64, enquanto o rubro negro venceu por 90 a 58 a equipe estadunidense.

Os times derrotados nos primeiros jogos se enfrentaram no mesmo dia e local da final para decidir quem seria o terceiro colocado do torneio. O time de Buenos Aires conquistou a medalha de bronze, vencendo os americanos por 77 a 59. Ao fim do evento realizado pela Fiba, com transmissão para o mundo todo, alguns jogadores foram destaques da competição.

O melhor jogador da competição foi Jordan Theodore, naturalizado macedônio, que defende o AEK Athens. O atleta também foi o segundo maior pontuador da competição com 34 pontos nos dois jogos. Jordan Theodore nasceu em Nova Jersey nos Estados Unidos, onde morou até completar a Universidade. Depois começou a atuar no basquete europeu, passando por diversos times, até chegar no começo desse ano no time grego.

 

Jordan Theodore recebendo o prêmio de Melhor Jogador da Competição (Foto: Yuri Murta)

 

O cestinha da copa foi Dar Tucker, do San Lorenzo, com 37 pontos. Apesar de ter nascido em Michigan, nos Estados Unidos, o jogador é mais um que após não conseguir entrar na NBA, começou a atuar em outros centros de basquete mundial. Tucker também se naturalizou jordaniano e integra a seleção do país.

O líder de assistências do torneio foi o argentino Franco Balbi, do Flamengo. O atleta fez 14 passes para cestas no conjunto da semifinal e final. Balbi também foi destaque no aproveitamento de bolas de três pontos, acertando oito das onze tentativas na competição. Na final, o jogador teve o aproveitamento de 100% neste tipo de arremesso. O atleta de 29 anos, nasceu em Buenos Aires e chegou ao Flamengo em junho do ano passado, sendo seu primeiro clube fora do seu país natal.

O canadense Joel Anthony, jogador do San Lorenzo, foi o destaque defensivo do torneio. Ele foi o jogador com mais rebotes e tocos feitos na competição, além de não ter cometido nenhuma falta durante os dois jogos. Foram 18 rebotes e 9 tocos no total.

O público foi destaque nos dois dias de evento com o grande número de torcedores, principalmente da Argentina, Flamengo e Grécia, que vieram apoiar suas equipes. O Portal de Jornalismo da ESPM Rio entrevistou alguns deles que acompanharam o evento. Confira: