Week Up: 1ª Semana dos Profissionais na ESPM – Rio

Week Up: 1ª Semana dos Profissionais na ESPM – Rio

24 de agosto de 2018 0 Por Caio Garritano

Pela primeira vez a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), do Rio de Janeiro, realiza a “Week Up”. Uma semana voltada para que seus estudantes possam ter contato com profissionais que estão no mercado de trabalho. Palestras e oficinas serão realizadas para todos os cursos da instituição (Publicidade e Propaganda, Design, Cinema e Audiovisual, Jornalismo e Administração). O evento acontecerá durante os dias 27 a 31 de agosto, na ESPM – Rio.

Confira abaixo um pouco mais da programação do curso de Jornalismo: :

  • Mesa Infográficos
    Na primeira mesa do evento, teremos a participação de Alessandro Alvim e Rubens Paiva, ambos editores de arte do jornal O Globo. Alvim se formou em Gravura pela faculdade de Belas Artes da UFRJ. Seu interesse por infografia começou na infância, com a leitura de enciclopédias sobre a 2ª Guerra Mundial. Ele iniciou sua carreira aos 19 anos no jornal “Tribuna da Imprensa”, antes mesmo de ser graduado. Em seguida passou por veículos como “O dia”, “Jornal do Brasil”, e nos últimos 21 anos está trabalhando no jornal “O Globo”. Já Rubens Paiva é formado em desenho industrial pela UnB e atua na área artística do jornalismo desde o início de sua carreira. Ele aproximou-se do design de jornais e revistas ao fazer pesquisas para o CNPQ relacionadas a linguagem visual.

 

  • Mesa Cobertura Política e Guerra do PCC
    Para debater a cobertura política e a Guerra do PCC, os convidados serão José Roberto de Toledo de 52 anos, formado em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Foi repórter e colunista de política na Folha e Estadão, comentarista e entrevistador na TV Cultura e Rede TV! Ele é introdutor das técnicas de jornalismo de dados no Brasil e é o atual editor responsável pelas mídias digitais da revista Piauí. Além dele, o repórter da mesma revista, o jornalista Allan de Abreu falará sobre uma matéria que produziu, sobre a guerra do PCC. Ele integrou durante 11 anos a equipe do Diário da Região, veículo sediado em São José do Rio Preto (SP). Allan deixou a cidade para seguir sua trajetória na imprensa, mas dessa vez como repórter na Piauí. Autor dos livros: “Cocaína: A rota caipira” e “O delator: A história de J. Hawilla, o corruptor devorado pela corrupção no futebol”, em 2011, o jornalista publicou também uma série sobre um esquema de corrupção relacionado a fiscais de trabalho.

 

  • Mesa Jornalismo Esportivo / Copa do Mundo da Rússia 2018
    Vivendo um clima pós Copa do Mundo, na terça-feira pela manhã, o jornalista Jorge Luiz Rodrigues, do Centro de Apoio à produção (CAP) do Esporte Globo e apresentador do programa Camarote Premiere, abordará questões sobre o mundo do jornalismo esportivo. O convidado já coleciona oito coberturas de Copa do Mundo, desde 1990, sete coberturas de Olimpíadas, desde 1992, quatro jogos Pan-Americanos e uma Eurocopa, em 2016. Além dele, o jornalista Andre Moreira, editor de esportes do desk Rio da Agence France-Presse (AFP) também participará da mesa. Ele é o responsável pelo material esportivo da agência que cobriu as Copas do Mundo de 2014, no Brasil e a deste ano, na Rússia, e também os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

 

  • Mesa Jornalismo e Documentário
    Dono de grandes premiações em seus documentários, o jornalista e cineasta Evaldo Mocarzel estará presente no segundo dia da Semana das Profissões ESPM. Evaldo se formou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é o produtor de sucessos como “À Margem da Imagem”, “Mensageiras da luz – Parteiras da Amazônia” e “Do luto à luta”. O último recebeu dez prêmios ao retratar, com um olhar diferente, as dificuldades enfrentadas por portadores de Síndrome de Down. Estará junto com ele o jornalista Daniel Brunet. Repórter da coluna Ancelmo Gois no O Globo, pós-graduado em Cinema Documentário e em Análise de Políticas Públicas, Brunet recebeu premiações com o filme “Plantão Judiciário”. O documentário fala sobre três pessoas que precisaram da ajuda da Justiça depois de sofrerem com a negligência da saúde pública. A história mostra o antes e o depois de encontrarem o apoio do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), onde Brunet também presta serviços.

 

  • Mesa da Agência France Press
    Na quarta feira, o jornalista Julio Poncioni Brandão irá conversar sobre o funcionamento de uma agência de notícias internacional. Desde o recebimento, apuração, produção e publicação das matérias. Julio é diretor de marketing da Agência France Press (AFP) no Brasil desde dezembro de 2011.  A AFP é uma agência de notícias internacional, originada na França em 1835. A cobertura da empresa inclui conflitos, esportes, política, economia e entre outros assuntos ao redor do mundo. 

 

  • Mesa Fotógrafas Brasileiras
    Luciana Avellar é jornalista e fotógrafa, iniciou sua carreira em 1995 no Jornal do Brasil. Em 2016 dirigiu seu primeiro documentário, chamado ‘Vida de Rainha”. O filme, que foi aceito em festivais como “Gênero e Sexualidade no Cinema”, fala sobre a vida de Drag Queens na cidade do Rio de Janeiro.  Em 2017 ganhou o edital “documentários de pequena duração” do Canal Futura com o documentário “Moda Afro”. Milla Dantas é ativista feminista, fotógrafa e mestre em História pela Universidade de Coimbra, em Portugal, e também participará da mesa Fotógrafas Brasileiras. Ela também é pesquisadora do laboratório de História Social do Trabalho da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, no qual ajudou a organizar e divulgar fotografias relacionadas aos movimentos sociais e sindicais do sudoeste da Bahia. Além desses trabalhos, fez exposições fotográficas no Brasil e Portugal. Ela possui fotos, artigos e capítulos publicados em livros, coletâneas e periódicos tanto brasileiros, como portugueses e espanhóis.

 

  • Cobertura do Caso Marielle
    “Quem mandou matar Marielle Franco? ” É a pergunta que vem sendo feita desde o assassinato da vereadora e de seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março deste ano, no Rio de Janeiro. Mais do que perguntas, os jornalistas investigativos procuram por respostas que possam preencher as lacunas feitas pelas interrogações durante as investigações. Para participar desta mesa, Chico Otávio, formado pelo extinto Centro Unificado Profissional, atuou como vice-presidente da Abraji, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Ganhou o Prêmio Esso cinco vezes e, também  a VI Edição do Prêmio AMB de Jornalismo, pela série Ligações Perigosas. Chico conseguiu o furo jornalístico com o caso de Marielle Franco, o jornal “O Globo” foi o primeiro veículo a noticiar as execuções. Além dele, Sérgio Ramalho, jornalista, que atua na área há 25 anos e é ganhador de prêmios como o Vladimir Herzog, Esso e Embratel, que conhecia a vítima de eventos anteriores. Quando soube da execução, não pensou duas vezes em aceitar o convite da The Intercept Brasil para cobrir todo o caso. Durante a investigação, o repórter conseguiu com exclusividade a imagem do  Cristiano Girão na Câmara dos Vereadores, uma semana antes ao dia do brutal assassinato.

 

  • Mesa TV ao Vivo
    Os bastidores da elaboração de um programa de TV ao Vivo. Os desafios da produção diária que envolve auditório, entrevistados, personagens, links ao vivo e reportagens. Um dos convidados é o repórter e apresentador André Curvello, do programa Encontro com Fátima Bernardes da TV Globo. Também teremos presença do editor de conteúdo do programa Mais Você, o jornalista Felipe Viana, e ainda o produtor de palco e plateia Luiz Fernando também do programa Encontro com Fátima.

 

  • Mesa programa Como Será
    Na sexta-feira, a mesa abordará o programa apresentado pela jornalista Sandra Annenberg aos sábados de manhã, “Como Será?”. Receberemos o editor chefe do programa, Alexandre dos Santos, formado em jornalismo na UERJ em 1996. Trabalhou em rádio e jornal e fez parte do grupo que estreou a GloboNews no mesmo ano, onde trabalhou como repórter, produtor e editor de reportagens e programas especiais. Além dele, o repórter Rogério Coutinho, formado em 2004 pelas Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, em Lorena, ele entrou para a Globo em 2008, na TV Rio Sul, afiliada da Globo em Resende. Um ano depois, foi convidado para cobrir férias na editoria Rio no jornalismo da Globo, fazendo reportagens para o Bom Dia Rio e para o RJTV. Na época, uma das coberturas marcantes foi a ocupação do Alemão. No fim da temporada, recebeu o convite para ficar e aceitou. Na editoria Rio ficou até início de 2013, quando começou no Globo Universidade.

 

  • Mesa Internacional
    Na última mesa da Semana Week Up, o jornalista italiano Carlos Cauti abordará as coberturas jornalísticas internacionais. O convidado é correspondente no Brasil da agência de notícias NOVA, além da rádio Monte Carlo e de algumas revistas italianas como a Limes. Formado na LUISS Guido Carli University, em Roma e mestre em jornalismo internacional pelo Centro Studi Americani (CSA), Carlos Cauti é professor visitante do projeto de diplomacia pública da Comissão Europeia “ALUE – América Latina União Europeia”. O jornalista também passou por redações brasileiras, como a Rede Globo, revista Caras, a Exame e a revista Veja, do grupo Abril.

A programação completa você confere no site da 1ª Semana dos Profissionais: Week Up e a cobertura de todas as mesas e oficinas nas nossas redes sociais @portalespmrj.