Os erros da seleção brasileira nos álbuns da Copa do Mundo

Os erros da seleção brasileira nos álbuns da Copa do Mundo

11 de junho de 2018 0 Por Davi Barbosa

Reportagem de Davi Barbosa e Lucas Vieira Pires

Brasileiros que estavam no álbum e ficaram de fora da lista final para a copa/Foto: edição por Lucas Pires

A Panini Collectors é a principal marca no ramo de figurinhas do mundo e, no Brasil, não é diferente. Ano após ano a empresa lança álbuns de todos os gêneros, que atraem pessoas de todas as idades e gerações. No entanto, é apenas de 4 em 4 anos, quando tem Copa do Mundo, que colecionar figurinhas se torna “febre” e boa parte dos brasileiros se mobiliza para completar o tão importante álbum do evento.

A empresa produz álbuns da competição há 48 anos, totalizando 12 Copas. A primeira edição foi lançada em 1970, na Copa do México, na qual o Brasil se consagrou tricampeão mundial.  Apesar do vasto sucesso, a empresa recebe inúmeras críticas devido aos erros quanto a escolha dos jogadores para compor o álbum. Como geralmente é lançado  alguns meses antes da Copa, os países ainda não possuem suas listas finais de atletas que efetivamente irão disputar a mundial. Dessa forma, muitas vezes os álbuns possuem figurinhas de jogadores que sequer vestirão a camisa de seu país na disputa pelo título.

Com o objetivo de mostrar os erros nas seleções mostradas pela empresa desde que tornou-se a produtora oficial dos álbuns de figurinha da competição, a  equipe do Portal de Jornalismo da ESPM-RJ fez um levantamento. Abaixo, listamos atletas da seleção brasileira que foram para o álbum, mas não para a Copa.

1970: Dirceu Lopes

Dirceu Lopes, o primeiro “erro” da Panini em álbuns de copa/ Foto: Reprodução Verminosos por Futebol

No primeiro álbum produzido pela distribuidora, o atacante, que na época jogava pelo Cruzeiro, foi rejeitado pelo técnico Zagallo e não foi à Copa do Mundo no México.

1974: Felix, Carlos Alberto Torres, Clodoaldo, Carbone e Palhinha

A edição de 1974 registrou o maior número de erros cometidos pela Panini. Entre os cinco jogadores escolhidos de forma errada, três deles haviam sido titulares na conquista do mundial anterior: o goleiro Felix, o lateral “capita” Carlos Alberto Torres e o meio-campista Clodoaldo.

1978: Raul Plasmann, Zé Maria, Luis Pereira e Paulo Cézar Caju

No mundial da Argentina, o número de erros também foi alto. Semelhante à copa anterior, a edição de 1978 errou ao colocar dois campeões de 1970: o meio-campista Paulo Cézar Caju e o defensor Zé Maria.

1982 – Zé Sergio

Considerado um dos melhores times já vistos, apesar de não ter sido campeã, a seleção brasileira de 82 também teve um erro em seu álbum: o meio-campista do São Paulo, Zé Sergio, ficou de fora da convocação oficial.

1986 – Éder, Toninho Cerezo, Mozer, Leandro e Renato Gaúcho

(Renato Gaúcho/Foto: Reprodução: Verminosos por Futebol)

A edição de 86 se igualou a de 74 no quesito número de erros. Dessa vez o técnico da ocasião, Telê Santana, não ficou satisfeito com algumas atitudes de Renato Gaúcho que, consequentemente, foi cortado da lista para a competição. Além disso, o lateral Leandro pediu dispensa em solidariedade ao amigo.

1990 – Nenhum erro

De forma inédita, a distribuidora não errou nenhum nome convocado para a competição de 1990.

1994 – Ricardo Gomes, Palhinha e Evair

Na edição em que o Brasil se sagrou tetracampeão mundial, o então zagueiro e capitão Ricardo Gomes se machucou e foi cortado da lista de Carlos Alberto Parreira. A surpresa foi a aparição de Ronaldo Fenômeno na lista final, visto que tinha apenas 17 anos, embora não tenha atuado.

1998 – Mauro Silva, Zé Maria, Flávio Conceição e Romário

Romário/ Foto: Reprodução Verminosos por Futebol

Na Copa da França os erros ficaram marcados pela ausência de dois campeões. Primeiro o volante Mauro Silva, depois um dos maiores atacantes da história, Romário, cortado por lesão.

2002 – Antônio Carlos, Mauro Silva, Zé Roberto, Juan e Emerson

No ano do pentacampeonato, houve duas edições lançadas pela distribuidora. A versão lançada no Brasil, contou com as figurinhas do zagueiro Juan e o volante Emerson, que era o capitão da seleção e acabou cortado por uma lesão. Já a outra edição, lançada na Ásia, continente em que ocorreu a Copa do Mundo, contou com o zagueiro Antônio Carlos, o meio-campista Zé Roberto e Mauro Silva.

2006 – Renato, Roque Junior e Júlio Baptista

Já em 2006, Roque Júnior, pentacampeão em 2002, foi o nome que surpreendeu por ficar de fora da lista final para a competição.

2010 – Ronaldinho Gaúcho, Adriano e André Santos

Dois dos grandes nomes que já vestiram a amarelinha, Adriano e Ronaldinho, ficaram de fora da lista do técnico, campeão e capitão de 94, Dunga.

2014 – Robinho

Robinho, que não teve muitas oportunidades com Felipão, foi o único erro da distribuidora na última edição, ocorrida no Brasil.

2018 – Daniel Alves e Giuliano

Dani Alves e Giuliano, os atuais erros do álbum da Copa/ Foto: Reprodução Verminosos por Futebol

Na atual edição há apenas dois erros. O lateral Daniel Alves, cotado para ser capitão da seleção, ficou de fora devido à lesão no joelho. Além disso, o meia Giuliano está na lista de suplentes do técnico Tite.