Redes sociais, influenciadores e os desafios para jornalistas

Reportagem de Eliza Ranieri

A era digital revolucionou os meios de comunicação e, assim, o jornalismo precisou se adaptar. A interação do leitor, a circulação de fake news e a credibilidade da notícia são desafios que os jornalistas precisam enfrentar. Na próxima terça-feira, no segundo dia da 4ªSemana de Jornalismo (07/11), o auditório da ESPM receberá especialistas no tema. A mesa de Redes Sociais terá início pela manhã, de 11:30h às 13:30h. As palestras serão ministradas por Felipe Tebet, gestor de redes sociais do Esporte Interativo, e Eduardo Marques, gerente de mídias digitais da In Press Porter Novelli. Elas acontecerão no auditório da faculdade (Rua do Rosário, 90), abordando o novo cenário digital do jornalismo.

À esquerda, o jornalista da In Press, Eduardo Marques e, à direita, o gestor de Mídias Digitais do Esporte Interativo, Felipe Tebet.

Sobre os convidados:

Felipe Tebet, 26 anos, é o atual gestor de mídias sociais do Esporte Interativo. Formado em Publicidade e Propaganda pela PUC-Rio, há seis anos ele começou no EI, como estagiário, e hoje cuida de diferentes plataformas digitais como YouTube, Facebook, Portal, Facebook Messenger, SnapChat, Games e Mídia Page.

Sua fala na mesa será relacionada à maneira como o Esporte Interativo está transformando o mercado de mídia no Brasil. O canal, nascido na era digital, foi o primeiro OTT (over-the-top) de esportes no país a oferecer conteúdo ao vivo e 24 horas, pelo EI Plus. Segundo ele, a empresa investe na comunicação através das mídias digitais, onde é líder em engajamento. “Essa liderança vem de um forte trabalho de relacionamento com as plataformas sociais e, principalmente, com os fãs, falando sua linguagem e entregando conteúdo de qualidade onde e quando ele quiser”, disse Felipe. Para o gestor, o jornalismo passa pelo fim de uma era e entra em uma nova, a digital, onde os jornalistas devem exercer mais funções. “Esse jornalismo traz um contato mais próximo e mais vivo com o leitor, mais instantâneo e mais versátil”, afirma.

Já o jornalista Eduardo Marques, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) é o gerente de mídias digitais da In Press Porter Novelli, agência responsável pela comunicação de empresas como o Supermercados Guanabara. Sua trajetória inclui a fundação do Clubinho de Ofertas (bilheteria digital), TV1.com, Globo.com. Ele atua na área digital desde 1997.  Em 2016, venceu o Prêmio Aberje com o case “Estácio no Esporte – Formando Campões”, para a Universidade Estácio de Sá.

A palestra do jornalista será sobre os novos rumos do jornalismo e sobre a presença dos influenciadores digitais, como blogueiros e youtubers. Para ele, até 2018, todas as marcas vão precisar trabalhar com eles pois são quem gera alcance para a informação. “O jornalismo tem que vir com a presença de influenciadores digitais: é um trabalho que mistura informação e marca. Entretanto, é preciso saber lidar com quem é jornalista, que apura, e com blogueiros, que não são formados, mas têm muita força para repercutir a informação”, diz Eduardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *