'É possível viver de blog'

Será que é possível viver às custas de blog? A jornalista Gabriela Temer, autora do blog Juju na trip, revelou que sim durante a mesa “Jornalistas Blogueiros”, na III Semana de Jornalismo da ESPM, que aconteceu ontem (31/10), no auditório da faculdade, no Centro.  A mesa contou também com a participação de Fernando Moreira, autor do blog Page Not Found, de O Globo, um dos campeões de audiência do site do jornal. Gabriela afirmou que ganha mais hoje no blog do que como funcionária do Globo. Além disso, é mais feliz porque faz o que gosta e consegue ter uma vida mais sustentável.

Gabriela Temer, autora do blog "Juju na Trip" | Foto: Beatriz Bastos
Gabriela Temer, autora do blog “Juju na Trip” | Foto: Beatriz Bastos

 

“Hoje em dia, você não faz só blog, o segredo é dialogar com todas as redes digitais”, afirmou Gabriela, cujo blog aborda viagens em família. Ela viaja na companhia do marido e da filha desde que a filha tinha seis meses, mas decidiu fazer o blog há dois anos. Ela conta que muitos amigos pediam dicas de viagens para fazer com os filhos, o que a motivou a iniciar a empreitada. A jornalista contou que, após dez anos trabalhando no Globo, mudou de vida radicalmente. Um dos objetivos de Gabriela, no momento da decisão, foi priorizar a experiência acima do consumo e, por meio de viagens em família com sua filha, Júlia, e seu marido, Rico Sombra. O foco do blog é contar, também por meio de vídeos, as experiências vividas em lugares diferentes. Gabriela sustenta que, para adquirir experiência de vida, é necessário conhecer lugares não convencionais. Atualmente ela vive disso, mas o trabalho é grande. Hoje em dia, o ‘Juju na Trip’ possui duzentos mil usuários únicos. A jornalista afirma estar realizada com seu projeto, mas reforça que o aprendizado que ganhou no jornal foi de extrema importância.

 

Já o autor do blog Page Not Found explicou que não pode fazer dele um negócio, pois a marca pertence ao Globo. Além do blog, ele tem outras atribuições no site do jornal, como editar a capa on-line. Ele diz que, embora o blog seja conhecido pelo conteúdo de bizarrices, também tem coisas insólitas, curiosas, divertidas e polêmicas. “Costumo dizer que foi criado para tirar as pessoas da sua zona de conforto” , disse. Ele afirmou que, antes de criar um blog, é preciso focar no público-alvo que você quer atingir. E foi o que Moreira fez. “O que vende na internet, hoje em dia, é sexo, bizarrice, celebridade e esporte. E eu casei o jornalismo com essa curiosidade do público, que é enorme por essas notícias.”

 

Fernando Moreira, jornalista de O Globo e autor do blog do jornal "Page Not Found" | Foto: Fernando Moreira
Fernando Moreira, jornalista de O Globo e autor do blog do jornal “Page Not Found” | Foto: Fernando Moreira

O jornalista afirma que blogs podem ser lucrativos e que é muito importante postar sempre para manter a regularidade. “Blogs que ficam sem atualizar, morrem e as pessoas tendem a não voltar mais.”. Moreira conta que o Page not found existe desde 2006 e que a maior audiência do blog ficou por conta da matéria “Cantora é picada por cobra , continua show, mas acaba morrendo no palco”. A publicação, de abril deste ano, teve 1,4 milhão de page views, batendo o recorde de audiência do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *