Jornalistas e estudantes discutem redes sociais na III Semana de Jornalismo ESPM Rio

Na manhã do segundo dia de palestras da Semana de Jornalismo ESPM (01/11), o tema “Jornalismo e redes sociais” será debatido, às 11h30m, por Fábio Gusmão, editor do Extra Digital e Renata Maneschy, editora do jornal online A Capa. O evento será no auditório da ESPM, na Rua do Rosário, 90.

 

Renata Maneschy é designer freelancer formada pela FACHA. Trabalha com projetos gráficos para jornais e revistas: faz designs de sites, projetos multimídia e aplicativos para tablets e smartphones. Já trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo, Brasil Econômico e jornal O Dia. Renata ganhou cinco vezes o Prêmio Esso de Criação Gráfica – a maior premiação brasileira para jornalistas –, além de mais de 40 Award of Excellence e uma medalha de prata, ambos concedidos pelo Society for News Design (SND).

 

Atualmente, a jornalista e designer é diretora de arte do veículo online A Capa, cujo slogan – “A primeira página que você não vê no jornal que você lê” – já diz um pouco sobre a proposta da página. A ideia é fazer um “jornal sem jornal” onde não há páginas ou seções, somente a capa, buscando sempre a criatividade e a crítica. O projeto se consolidou no Facebook, onde hoje em dia a página da A Capa mobilizou 5 mil seguidores em um mês.

 

De acordo com Renata, a ideia de criar o veículo veio do jornalista Edgar Gonçalves Jr, que já possuía experiência em primeiras páginas. “Começou como um exercício, sem grandes pretensões. Edgar reuniu outros jornalistas que tem a mesma paixão por fazer capas nesse projeto. A ideia era fazer um jornal sem jornal, elegendo uma notícia importante por vez, com grande impacto visual e grande poder de viralização. Mas ninguém imaginava que fosse dar tão certo”, contou.

 

Para os que estão iniciando na carreira do jornalismo, a editora aconselha a focar sempre em boas histórias em formas diferentes de contá-las, independente da mídia. “Pode ser com vídeo, fotos, infografia, textos… com um deles ou todos dependendo do caso”, concluiu Renata.

 

Renata Maneschy e Fábio Gusmão, palestrantes da III Semana de Jornalismo ESPM Rio. | Fotos: divulgação
Renata Maneschy e Fábio Gusmão, palestrantes da III Semana de Jornalismo ESPM Rio. | Fotos: divulgação

 

Fábio Gusmão é jornalista há 20 anos, trabalha no jornal Extra há 18 anos e possui MBA em Administração pela UFRJ. Já atuou como repórter, editor assistente e atualmente é editor online no jornal Extra. Gusmão já ganhou prêmios jornalísticos como o Prêmio Esso de Reportagem, Prêmio Embratel e XXII Prêmio Direitos Humanos, entre outros.

 

O editor conta que os atuais meios de comunicações, ligados à internet, são pontos de encontro entre as pessoas. Com isso, o fluxo de usuários acaba gerando informações, pautas e conteúdos relevantes. Segundo Fábio, “basta saber formar uma rede de qualidade, organizada e ter um olhar atento para o que circula nas redes”.  O jornalista também ressaltou a singularidade de cada usuário de rede social: “A sua rede social não é igual ao de amigos ou parentes. Nem tudo que impacta você, impacta o outro. Sabendo disso, você pode ter uma noção melhor do que realmente reverbera nas redes e se vale a pena para o jornalismo.”

 

Em 2013, Fábio percebeu o potencial jornalístico da rede social de troca de mensagens Whatsapp e iniciou o chamado “Whatsapp do Extra”. Atualmente, esta plataforma digital, que em 2015 foi finalista no Digital Média Awards Latinoamerica, realizado pela Wan-Ifra, conta com mais de 70 mil contatos inscritos e contribuiu para a publicação de cerca de 3.800 reportagens nas versões impressa e online.

 

O jornalista diz que a criação do Whatsapp Extra foi fundamental como ferramenta de aproximação dos leitores com o jornal. De acordo com Fábio, “é fundamental entender que o principal são as pessoas, a iniciativa delas de registrar o que testemunha, o que sabe, o que descobre e enviar pra gente.”

 

O editor concluiu ao comentar sobre a expectativa para a III Semana de Jornalismo ESPM RJ: ” Estou ansioso para poder bater esse papo com a galera, trocar experiências… Poder participar de um evento numa universidade que é referência é muito bom!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *