III Semana de Jornalismo: Cobertura de grandes eventos

O segundo dia da III Semana de Jornalismo (01/11) na ESPM Rio iniciará com uma palestra ministrada pelos jornalistas Alan Gripp, Marcelo Barreto e Marcelo Moreira. A mesa acontecerá das 9h às 11h, no auditório da faculdade (Rua do Rosário, 90), e abordará a cobertura de grandes eventos. Os jornalistas darão um panorama geral sobre a experiência de cobrir eventos importantes como as Olimpíadas, a Copa do Mundo e as eleições.

 

Da esquerda para a direita: Marcelo Barreto, Marcelo Moreira e Alan Gripp I Foto: Divulgação
Da esquerda para a direita: Marcelo Barreto, Marcelo Moreira e Alan Gripp I Foto: Divulgação

 

 

Saiba um pouco sobre os palestrantes:

 

Alan Gripp, um dos palestrantes do evento, é atualmente editor de política do jornal O Globo.  Vencedor de prêmios importantes na área da Comunicação Social, como o Esso de Jornalismo e o Embratel, também foi editor de cotidiano da Folha de S. Paulo e repórter da sucursal de O Globo, em Brasília.

 

Para ser um bom repórter de política, de acordo com Gripp, são necessários alguns atributos que juntos formam uma equação que não é fácil, “mas que deve ser perseguida com afinco”. É fundamental estar bem informado para cobrir este tema, assim como qualquer outro. Caso contrário, o jornalista poderá ser “facilmente manipulado pelas fontes e dificilmente conseguirá traduzir bem ao leitor a informação que apura”, explica. Também diz ser obrigatório conquistar acesso às fontes e manter certo distanciamento, “especialmente em tempos de muitos escândalos de corrupção”.

 

A trajetória de Marcelo Moreira, editor-chefe de projetos especiais da TV Globo, passa pelo jornalismo investigativo e esportivo. O jornalista, que já ganhou prêmios por reportagens investigativas, cobriu quatro Copas do Mundo e coordenou a Editoria Rio das Olimpíadas e Paralimpíadas no Rio de Janeiro. Também trabalha na cobertura dos desfiles das escolas de samba há mais de 20 anos e é um dos fundadores da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), que já presidiu e atualmente é conselheiro.

 

Segundo Moreira, experiente na cobertura de Copas do Mundo e Olimpíadas, a única diferença na preparação para cobertura destes eventos com os de porte nacional, como o Campeonato Brasileiro, é sua duração. O jornalista diz que para uma competição esportiva internacional, é necessário que o profissional esteja preparado para falar com “atletas de todos os lugares do mundo, entender as características de cada país e, no caso da Olimpíada, de cada esporte.” Diferentemente do que acontece em suas coberturas, por exemplo, do Campeonato Brasileiro, que se espalha durante o ano inteiro e as pautas vão se adaptando às mudanças dos times, trocas de técnicos e jogadores.

 

O jornalista Marcelo Barreto será outro palestrante. Atualmente apresenta os programas Seleção SporTV, Troca de Passes, Arena SporTV, Momento Olímpico, SporTV Repórter e SporTV News. Tem muita experiência na cobertura de grandes eventos esportivos, participou de diversas Olimpíadas, Paralimpíadas, Copas do Mundo e Copas das Confederações. Além disto, é um dos autores de “Almanaque Olímpico”, escreveu “Nalbert, a jornada de um líder” e “Os 11 maiores camisas 10 do futebol brasileiro”.  Também é um dos fundadores do Lance! , e já trabalhou como repórter e editor de texto da TV Globo.

 

Ficou interessado? Inscreva-se para participar da mesa aqui. Não precisa ser aluno da ESPM!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *